23 de Julho — 21:00h

Anfiteatro Colina de Camões | Concerto de música clássica

SAMUEL BARBER (1910 – 1981)

Adagio para Cordas

JOSEPH HAYDN (1832 – 1809)

Sinfonia Nº45 em Fá # menor (Adeus)
Allegro assai
Adagio
Menuet e trio: Allegretto
Finale: Presto - Adagio

WOLFGANG AMADEUS MOZART (1756 – 1791)

Concerto para violino Nº5 K.219 em Lá Maior (Turco)
Allegro aperto – Adagio – Allegro aperto
Adagio
Rondeau – Tempo di minueto

“A elegância clássica”

ORQUESTRA GULBENKIAN

Francisco Lima Santos: Violino
José Eduardo Gomes: Direção musical

Natural de Lisboa, Francisco Lima Santos iniciou os seus estudos musicais aos nove anos de idade na Fundação Musical dos Amigos das Crianças. Concluiu a licenciatura em violino na Escola Superior de Música de Lisboa, prosseguindo os estudos no Koninklijk Conservatorium e na Escuela Superior de Música Reina Sofía. Frequentou diversas masterclasses. Foi membro e bolseiro da Orquestra Sinfónica Juvenil, tendo sido concertino da mesma e apresentando-se também a solo em várias salas de espetáculos por todo o país. Integrou a Orquestra XXI desde o início do projeto. Foi membro da Orquestra de Jovens da União Europeia, tendo tocado em importantes salas da Europa. Foi laureado em vários concursos nacionais, destacando-se o Prémio Vasco Barbosa e o Prémio Jovens Músicos da RTP/Antena 2. Colaborou com várias orquestras europeias e é 1.º Concertino Auxiliar da Orquestra Gulbenkian desde 2017.

A Orquestra Gulbenkian foi fundada em 1962 e conta hoje com um efetivo de sessenta instrumentistas, número que pode ser aumentado de acordo com os programas executados. Em cada temporada, a Orquestra Gulbenkian realiza no Grande Auditório uma série regular de concertos em colaboração com alguns dos mais reputados maestros e intérpretes. Ao longo de mais de cinquenta anos distinguiu-se também em muitas das principais salas de concertos do mundo e gravou vários discos que receberam importantes prémios internacionais. Lorenzo Viotti é o Maestro Titular e Diretor Artístico e Giancarlo Guerrero é o Maestro Convidado Principal.

José Eduardo Gomes foi recentemente laureado com o 1º Prémio e o Prémio Beethoven no Concurso de Direção de Orquestra da União Europeia. Maestro e clarinetista, é licenciado pela ESMAE e concluiu os estudos de direção coral e orquestral na Escola Superior de Genebra. Foi premiado em concursos nacionais e internacionais. É membro fundador do Quarteto Vintage e do Serenade Ensemble. Nos últimos anos tem sido convidado para trabalhar com as principais orquestras nacionais, atuando nos mais destacados festivais de música em Portugal. No domínio da ópera já participou em várias produções. Outra parte importante do seu trabalho é dedicado a orquestras de jovens, um pouco por todo o país. É maestro titular da Orquestra Clássica da FEUP e professor na ESMAE. Em 2018 foi agraciado com a Medalha de Mérito Cultural pela Cidade de V.N. Famalicão.


Bilhetes